sexta-feira, 30 de junho de 2017

Moisés Braz chama atenção para crise hídrica


O deputado Moisés Braz (PT) chama atenção para o risco de colapso hídrico no Estado. De acordo com o parlamentar, a capacidade total de armazenamento dos 153 reservatórios de água monitorados no Ceará é de 18,64 bilhões de metros cúbicos, mas, atualmente, o registrado é de apenas 2,5 bilhões de metros cúbicos.
Para Moisés Braz, a situação da Região Metropolitana de Fortaleza é uma das mais críticas. “É muito grave e pode ocasionar na necessidade de um racionamento de água, pois o açude Castanhão, maior reservatório que temos e responsável por abastecer Fortaleza e Região Metropolitana, tem apenas 6% de sua capacidade e pode não ter suporte hídrico para o abastecimento”, salientou o deputado.
O parlamentar destacou os esforços do governo Camilo Santana na questão hídrica, mas considerou que a população também vai precisar fazer a sua parte para amenizar os efeitos da falta de água. “O governador tem pautado o seu mandato na determinação de fazer ações que evitem a falta de água no Estado, com perfuração de poços e dessalinização de águas, mas, mesmo assim, a situação hídrica continua muito crítica”, apontou Moisés Braz.
Para ele, “não basta apenas a iniciativa do governador se a população não fizer a sua parte e tratar com zelo a água que chega à torneira para garantir a segurança hídrica de 2018”.

Na ocasião, o deputado Dr. Santana (PT) apontou que a garantia de água deve ser tratada como prioridade, neste momento no Estado. Já o deputado Jeová Mota (PDT) agradeceu o governador Camilo Santana pelas ações que garantiram o abastecimento de água na região de Crateús.