sexta-feira, 31 de março de 2017

TJCE lamenta falecimento do desembargador Francisco Barbosa Filho


Os desembargadores do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) lamentaram o falecimento do desembargador Francisco Barbosa Filho, nesta quinta-feira (30/03). Os magistrados manifestaram profundo pesar pela partida do colega durante a sessão do Pleno. O presidente da Corte, desembargador Gladyson Pontes, declarou luto oficial de três dias no Poder Judiciário cearense.
“É um momento muito triste para esta Casa, perder um magistrado íntegro, vocacionado, determinado, estimulado, acima de tudo, em defesa da magistratura”, declarou o presidente.

“Queria registrar a profunda admiração que sempre nutri pelo nosso querido colega. Um grande exemplo de homem e de juiz. Hoje é um dia de luto para a magistratura cearense”, ressaltou o vice-presidente, desembargador Washington Araújo.
O corregedor-geral da Justiça, desembargador Darival Beserra Primo, também se pronunciou. “Um magistrado íntegro, trabalhador, sério, independente e honesto. É uma perda muito grande para magistratura e para este Tribunal”.
O desembargador Abelardo Benevides lamentou a partida do colega. “É muito momento duro. Barbosa era guerreiro, um grande juiz. Foi a pessoa que mais influiu na minha carreira. Um homem criterioso, organizado e trabalhador. É uma grande perda para magistratura”, elogiou.
“O que importa é que você tenha cumprido na terra a missão para a qual Deus o destinou. E eu acho que o Barbosa assim o fez. Ele cumpriu muito bem na terra a missão que lhe foi outorgada por Deus”, lembrou o decano do Tribunal, desembargador Fernando Luiz Ximenes Rocha.
“Estou emocionado, triste, por perder um colega, um amigo. É lamentável”, destacou Haroldo Máximo.
“O Barbosinha é considerado por todos nós um homem de bem, agregador, que amava tanto essa instituição. Fica a nossa saudade e o nosso reconhecimento pelos relevantes serviços que prestou”, frisou a desembargadora Nailde Pinheiro.
“Nada nessa vida é por acaso. Por isso temos que nos preocupar em fazer a nossa parte da melhor forma possível. A vida nem sempre segue a nossa vontade, mas ela é perfeita naquilo que tem de ser, e assim o foi o generoso Barbosinha”, externou a desembargadora Lisete Gadelha.
“Tive a felicidade de ser colega do desembargador Barbosa. Muito agradável, competente, trabalhador. Vai deixar muita saudade”, lembrou o desembargador Emanuel Leite Albuquerque.
“Queria expressar meu testemunho da personalidade do desembargador Barbosa. Um homem, digno, sério, de personalidade marcante, por quem tinha uma admiração muito grande. Estou muito pesaroso com a perda do colega, que era um exemplo de honestidade e dignidade que fica pra todos nós”, lamentou o desembargador Lincoln Araújo e Silva.
O desembargador Durval Aires Filho destacou a vocação do amigo. “Ele sempre foi vocacionado para o Direito, desde quando foi concursado pela Justiça Federal para servidor. Era afetuoso, vocacionado, íntegro e vai fazer muita falta”.
“Quero falar de saudade. Quero falar do cavalheiro e de sensibilidade. Vou sentir muita saudade do abraço dele”, afirmou a desembargadora Vilauba Fausto Lopes.
O desembargador José Tarcílio Sousa da Silva reconheceu que o colega era “um grande magistrado e amigo de todos, e particularmente meu amigo. A última vez que nos encontramos ele me deixou com um sorriso no rosto, e é essa a imagem que eu vou guardar dele”.

“O Ministério Público do Ceará acompanha todos os louvores que foram dirigidos ao desembargador Barbosa por causa do valor que ele tinha. Que Deus o receba com todos os louvores lá no céu”, desejou a procuradora de Justiça, Vera Ferraz.

(TJCE)