quarta-feira, 29 de março de 2017

Capitão Wagner denuncia que policiais de Mulungu foram transferidos por terem abordado parente de político


O deputado estadual Capitão Wagner (PR) questionou, na tribuna da Assembleia Legislativa do Ceará, nesta terça-feira, 28 de março, a transferência de todos os policiais militares do município de Mulungu. Segundo o parlamentar, os 12 PMs foram transferidos por conta de uma abordagem de rotina. “Na cidade de Mulungu, uma abordagem resultou na transferência de todos os policiais militares. Segundo relatos, um cidadão abordado, parente de um político, entrou em contato com esse político influente aqui do Estado e, de repente, no outro dia, os policiais militares estavam sendo transferidos,” disse o deputado.
Capitão Wagner lembrou que o secretário de Segurança, André Costa, disse que não admitiria ingerência política na pasta da segurança pública. “Espero que o secretário de Segurança mantenha os policiais de Mulungu trabalhando naquela cidade. Nem eu e nenhum outro parlamentar devemos ter ingerência nas ações da secretária, como não deve ter na secretária de saúde, na secretária de qualquer outra pasta, por que, nesse caso específico, se ocorreu essa ingerência, haverá uma desmotivação do policial, que lá na ponta não vai poder abordar o parente de um parlamentar que pode gerar na transferência dele.” explicou.
O deputado disse que espera que o secretário de Segurança, André Costa, e o comandante geral da PM, Ronaldo Viana, tomem o posicionamento de defender esses profissionais, para que eles sejam restabelecidos e voltem ao seu local de origem.