quinta-feira, 27 de abril de 2017

Saiba quais categorias pretendem aderir à greve geral em Fortaleza

 
Transporte 
 
O serviço de transporte complementar de Fortaleza não funcionará nesta sexta-feira, 28, informou Valdênio Aguiar, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Complementar do Estado do Ceará (Sintraafor-CE). A categoria se une às centrais sindicais que organizam paralisação em todo o País contra as reformas trabalhista e previdenciária. Ao todo, são 320 veículos, divididos em 16 linhas, que não devem circular durante toda a sexta-feira na Capital, informou Valdênio.
 
Ainda não há certeza sobre a paralisação dos motoristas de ônibus de Fortaleza e Região Metropolitana. O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Ceará (Sintro) irá integrar a greve geral desta sexta-feira, 28, mas, segundo o Diretor do Sintro Flávio Braz, a participação da categoria ainda não está definida. Braz informou que a ideia é que os trabalhadores interrompam as atividades durante todo o dia. A definição de como será a mobilização deve sair na tarde desta quinta-feira, 27. 
 
Saúde 
 
O trabalhadores da saúde irão paralisar as atividades nesta sexta-feira, 28, em dois hospitais públicos da Capital. De acordo com o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Ceará (Sindsaúde), de 7 às 9 horas, no Hospital Geral Doutor César Calls e no Instituto Doutor José Frota (IJF), serão realizados apenas atendimentos de urgência. Em seguida, os trabalhadores se unem às demais categorias em ato unificado na Praça Clóvis Beviláqua, no Centro da cidade.
 
“O que está em jogo é muito duro e afeta todos os trabalhadores, sejam públicos ou da iniciativa privada. É nosso interesse participar dessa luta contra a destruição dos direitos trabalhistas e previdenciários”, justificou Marta Brandão, presidente do Sindsaúde. 
 
Bancos 
 
As agências bancárias estarão fechadas nesta sexta-feira, 28, e retomam atividades na próxima terça-feira, 2 de maio. Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários no Estado (Seeb/CE), Carlos Eduardo Bezerra, a decisão foi tomada em assembleia realizada na última quarta-feira, 19. A categoria também vai se unir ao ato na Praça Clóvis Beviláqua. “Vamos parar o Brasil contra tudo que estão tirando de nós”, defendeu Carlos Eduardo Bezerra. 
 
Serviços Municipais 
 
Nesta sexta-feira, 28, os servidores municipais de Fortaleza irão paralisar as atividades durante a greve geral, e irão realizar ato com concentração às 8 horas no Paço Municipal. Segundo o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos Municipais (Sindifort), pelo menos cinco categorias profissionais já decidiram aderir à greve:
 
*Agentes de trânsito da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania de *Fortaleza (AMC);
*Servidores da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (URBFor);
*Servidores do Instituto de Previdência do Município (IPM);
*Agentes de Combate à Endemias;
*Agentes de Saúde.
 
Além das pautas nacionais contra as reformas trabalhista e previdenciária, os servidores estão em campanha salarial e reivindicam reajuste salarial de 13,60% sem parcelamento. 
 
Cultura 
 
A programação do Teatro Carlos Câmara nesta-sexta-feira, 28, foi cancelada em apoio à greve geral. De acordo com a assessoria do equipamento, a última apresentação da temporada do espetáculo "O Auto do Rei Leal", que ocorreria nesta sexta, será transferida para o sábado, 29, às 16h. A nova data do show da cantora Marta Aurélia será divulgada em breve. 
Redação O POVO Online