terça-feira, 4 de julho de 2017

Geddel Vieira Lima é preso preventivamente por obstrução da Justiça


O ex-ministro da Secretaria do Governo de Michel Temer, Geddel Vieira Lima acaba de ser preso preventivamente, nesta segunda-feira (3), por obstrução da Justiça, na Bahia. Segundo o Ministério Público Federal, Geddel está atuando para impedir um acordo de delação premiada do doleiro Lúcio Funaro e do deputado cassado Eduardo Cunha.

A ação se baseia em depoimento de Funaro e nas delações premiadas do empresário Joesley Batista, dono da JBS, e do diretor jurídico do grupo J&F, Francisco de Assis Silva.

Geddel é investigado na Operação Cui Bono, que apura irregularidades na sua passagem pela vice-presidência da Caixa Econômica. A Operação teve início após análise de conversas registradas no celular apreendido na casa do então deputado Eduardo Cunha. Geddel era o ministro do presidente Michel Temer (PMDB) de quem Cunha era mais próximo.