terça-feira, 18 de julho de 2017

Inácio Arruda busca apoio para disputa em 2018


O secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Inácio Arruda, diz que vai se candidatar a um cargo público nas eleições de outubro do ano que vem. O ex-senador avalia que teria maiores chances de concorrer a uma das vagas de deputado estadual embora não descarte a postulação para a Câmara Federal ou o Senado da República.
“É muito cedo ainda para a gente fazer uma decisão agora, mas não posso esconder que no próximo pleito vou tentar conseguir um cargo político para trabalhar principalmente em favor do crescimento do Estado do Ceará”, pontua.
Para tal, ele disse que precisa conversar com outros partidos para conseguir apoio, principalmente se o cargo for majoritário, no caso para a disputa por uma das duas vagas para o Senado.
Em 2018, os senadores Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT) concluem os oito anos de mandato e devem tentar renovar as vagas com a disputa pela reeleição. Já a outra vaga, ocupada pelo senador Tasso Jereissati (PSDB), segue preenchida até 2022, quando o tucano conclui o mandato.
Inácio Arruda, que é filiado ao PCdoB, promete também conversar com o governador Camilo Santana sobre essa questão e disse que espera apoio dele para levar em frente o projeto de voltar a ter, em 2018, um cargo nas esferas da Assembleia Legislativa, Câmara Federal ou Senado da República onde já passou oito anos e “com desejo agora de repetir a dose”.
“Nós vamos discutir essa postulação com os aliados e também com o governador Camilo Santana para ele apontar qual o melhor caminho que o PCdoB pode trilhar para ajudar não só o governo dele, mas sobretudo para ajudar o Ceará a continuar crescendo para beneficiar toda a população, principalmente a mais pobre”, comentou ele.
O secretário dá como certo o apoio do PCdoB à reeleição do governador Camilo Santana, mas observa que o partido é que vai ter a decisão final. Ele também reconhece que Camilo Santana vem desenvolvendo “uma boa administração não obstante as dificuldades financeiras e mesmo assim ele está fazendo o Estado do Ceará continuar na rota do crescimento”.